Ajude-me a publicar o livro “Sobre o Ombro de Gigantes”

Já escrevi dois livros, “Astronomia para Crianças” e o “Guia da Astronomia”, estou terminando o terceiro livro chamado “Sobre o Ombro de Gigantes” e preciso da ajuda de todos vocês para poder lançá-lo e produzi-lo em alguma editora. O Custo para um determinado numero de exemplares custa cerca de R$3.000,00 e preciso somente de R$1.000,00 para concretizar esse sonho.

Fiquem a vontade para doar qualquer valor!

Quem puder colaborar com o valor de R$10,00, presentearei com um e-book, “O Guia da Astronomia” gratuitamente.

Segue o link da vaquinha virtual -> http://vaka.me/999275

Acesse nosso canal no Youtube – https://www.youtube.com/c/UniversoGenial

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Instagram – https://www.instagram.com/universo.genial

 

Fotógrafo filma momento em que meteoro explode ao atingir atmosfera.

O fotógrafo Wes Eisenhauer estava fotografando e filmando o céu noturno do estado americano da Carolina do Sul quando registrou uma imagem rara: um meteoro atinge a atmosfera terrestre e explode, provocando uma dispersão de gases no formato de um anel. Em seu blog, Eisenhauer conta que estava fazendo um vídeo com a técnica de timelapse entre 22h e 23h (horário local) no dia 16 de outubro.

Segundo ele, a escolha do horário foi aleatória. “Eu apenas olhei para cima e estava lá”, comentou em seu canal no YouTube. O vídeo, composto de 120 fotografias com exposição de 30 segundos, foi publicado nas plataformas Vimeo, YouTube e Reddit, onde se tornou viral. “Parece que o que eu capturei foi uma ocorência bem rara. Os acontecimentos tomaram um rumo emocionante”, escreveu o fotógrafo em seu blog. Continuar lendo

Assista ao time-lapse da Terra sendo mostrada pela primeira vez em 4K.

Quando os seres humanos viram a primeira fotografia do seu planeta feita a partir do espaço, houve uma comoção mundial em volta do assunto. Era realmente um marco para a humanidade. Na época, entretanto, satélites e ônibus espaciais não eram equipados com as boas câmeras que temos hoje, nem nosso poder de processamento conseguia renderizar vídeos em altíssimas resoluções. Por isso, só agora temos as primeiras imagens em 4K mostrando a Terra.

Essas imagens foram feitas em 2011, mas só foram divulgadas agora porque não havia muitas possibilidades de publicar vídeos em 4K na internet capenga que tínhamos há alguns anos. O vídeo a que você assistiu acima foi produzido por James Tyrwhitt-Drake a partir de diversas fotografias capturadas pelo satélite geoestacionário Elektro-L, que permanece a 40 mil km acima do Oceano Índico. As capturas foram realizadas a cada 30 minutos entre 15 e 19 de maio de 2011. Continuar lendo