Cocô flutuante é um dos maiores mistérios da história da NASA.

A Apollo 10 foi uma das missões mais importantes da NASA: ela foi lançada ao espaço em maio de 1969, dois meses antes do primeiro pouso na Lua. Sua função era entender todos os movimentos necessários de aproximação, desembarque e retorno, mas também acabou chamando a atenção para algo muito mais insólito: o comportamento do cocô na gravidade zero.

Sim, é exatamente isso que você leu! No sexto dia da missão, o comandante Tom Stafford notou algo flutuando no ar e disse rindo: “Quem fez isso? Alguém me dê um guardanapo rápido! Tem uma mer** flutuando no ar”. Claro que ninguém assumiu a autoria da nojeira, transformando a história em um dos maiores mistérios da Nasa. O piloto do módulo de comando John Young logo se defendeu: “Eu não fiz isso! Não é um dos meus”. Já o piloto do módulo lunar Eugene Cernan titubeou: “Eu não acho que seja um dos meus”. Para finalizar, o comandante Stafford foi ainda mais enfático: “O meu é um pouco mais pegajoso do que isso”. Eca!

Hoje em dia, a Estação Espacial Internacional possui vasos sanitários movidos a vácuo, que impede que acidentes como o descrito acima aconteçam. Porém, nos primórdios da exploração espacial isso era realmente um desafio; afinal, todo mundo precisa ir ao banheiro uma hora ou outra…

A falta de gravidade ainda acelera o trânsito dos alimentos dentro do aparelho digestório. A própria urina é um problema: em 1961, o primeiro estadunidense a ir ao espaço, Alan Shepard, precisou fazer xixi dentro do seu uniforme de astronauta em um voo que durou apenas 5 horas! A NASA não estava esperando essa necessidade.

Nas missões Apollo, os astronautas usavam um saco plástico preso às nádegas para que eles pudessem evacuar. Ainda assim, isso era complicado e, muitas vezes, os tripulantes precisavam completar o serviço com dedos, afinal a falta de gravidade deixava o cocô grudado ao bumbum… Nas missões que desceram na Lua, os astronautas puderam se livrar dos resíduos deixando-os por lá. Entretanto, na maioria das vezes era necessário conviver com eles na nave.

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Google+ – https://plus.google.com/10760548481248821010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s