Colisão de três galáxias dá origem a um monstruoso buraco negro.

Três galáxias localizadas a pouco menos de 2 bilhões de anos-luz da Terra estão em pleno processo de colisão e, como resultado, um gigantesco buraco negro se formou bem no meio dessa trombada galáctica. De acordo com Peter Dockrill, do portal Science Alert, o trio acabou criando uma nova galáxia — chamada IRAS 20100-4156 —, e o buraco negro originado em seu centro tem 3 bilhões de vezes a massa do nosso Sol. Grandinho, né?

Segundo Peter, a descoberta foi feita por acaso, enquanto um time de astrônomos fazia testes com o telescópio australiano ASKAP — Australian Square Kilometre Array Pathfinder — para medir a emissão de radiação vinda da IRAS 20100-4156. Entretanto, quando os cientistas analisaram os dados coletados e compararam os resultados com as leituras realizadas por outro telescópio australiano (o CSIRO), eles tiveram uma surpresa. Ao comparar os dados, os astrônomos perceberam que nas imediações do centro da galáxia, bem de onde vinham as emissões, havia gases se movendo a velocidades absurdas. Os cientistas estimaram que esse material está viajando a vertiginosos 600 quilômetros por segundo, ou seja, com o dobro da velocidade que eles esperavam, e foi aí que eles descobriram que havia um buraco negro supermassivo se formando ali.

Segundo explicaram, foi a velocidade com a qual o gás está viajando no centro da galáxia que os levou a concluir que só podia haver um buraco negro lá no meio. Aliás, também foi esse movimento incrivelmente rápido dos gases que fez os cientistas concluírem que o buraco negro devia ser mastodôntico.

Conforme contamos no início da matéria, o buraco negro que está se formando no centro da IRAS 20100-4156 possui uma massa equivalente a 3 bilhões de vezes a do nosso Sol. Só para você ter uma base de comparação, o buraco negro que se encontra no centro da Via Láctea possui uma massa apenas 4 milhões de vezes superior à da nossa estrela.

Outra coisa interessante a respeito da trombada galáctica é que, quando galáxias colidem, como o trio observado pelos astrônomos, ocorre a formação de uma região no espaço que os cientistas chamam de “starburst” — termo que pode ser traduzido literalmente como estouro ou explosão de estrelas. Essa região se caracteriza pela formação de novas estrelas em uma proporção bem mais elevada que a normal.

De acordo com os astrônomos, a descoberta de buracos negros como esse e poder estimar a sua massa pode ajudar os cientistas a entender melhor como se dá a formação de galáxias pelo Universo. Além disso, eles também pretendem descobrir se as colisões galácticas e o surgimento de buracos negros afetam a taxa de produção de novas estrelas e como esse tipo de evento mudou ao longo do tempo.

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s