Em pleno século 21, ainda existem pessoas que acreditam que a Terra é plana.

Você está lendo esta notícia, então isso significa que você tem internet – e, consequentemente, deve ter lido pelo menos alguma coisa a respeito da discussão recente entre o rapper B.o.B e o astrofísico mais querido da internet, Neil deGrasse Tyson. O motivo da treta? O músico afirma que tem provas de que a Terra é plana e resolveu fazer uma música criticando o cientista – além de afirmar que os governantes são parte da civilização reptiliana.

É claro que B.o.B não está sozinho: existem muitas pessoas por aí que realmente acreditam que não vivemos em um planeta esférico, mas em um imenso disco coberto por um domo de vidro impenetrável. Isso acarreta na “desmistificação” de diversos outros acontecimentos que, segundo a galera que acredita na teoria, são obras das entidades supremas do mundo que contribuem para o processo de lavagem cerebral da humanidade. Mas quais são os principais argumentos do pessoal que não acredita no que Pitágoras já dizia em 600 a.C.? Como os atuais conspiracionistas da Terra plana defendem sua posição? Aqui estão os principais pontos:

Gravidade? Bobagem!

Talvez uma das primeiras perguntas que surjam quando alguém afirma que a Terra plana é: e a gravidade? A força que nos mantém no chão, que faz com que o planeta gire em torno do sol – e tem gente que não acredita nisso também – e que, por fim, suporta a teoria de que a Terra é esférica, não passa de uma grande bobagem, na opinião daqueles que acreditam na teoria.

O que acontece, segundo o pessoal do The Flat Earth Society (sim, eles existem), é uma coisa chamada de “Aceleração Universal”. Ela consiste em um movimento constante para cima, o que explica o fato de que, quando você pula, não é o seu corpo que volta, mas é a Terra que vai em direção aos seus pés.

O que causa o movimento? Ninguém sabe explicar ao certo, já que diferentes teorias trazem ideias divergentes, como uma massa de energia que fica “puxando” a Terra, sem mais detalhes sobre como isso acontece.

O céu é um imenso domo de vidro

Aqui cabe a observação de que não são todos os conspiracionistas que acreditam nesse argumento, mas, ainda assim, tem gente que afirma que o nosso céu não passa de um imenso domo impenetrável feito de vidro – e que tudo que está lá em cima é falso e não passa de uma ilusão criada para que não possamos ver o que realmente acontece lá fora, além de “prender” a atmosfera para que possamos sobreviver.

A origem dessa parte da teoria tem raízes bíblicas, puxando as referências de que Deus coloca um “firmamento” sobre a Terra. O que para alguns pode ser apenas uma interpretação mal feita, para outros é apenas uma parte de um esquema feito para nos iludir, que também inclui mecanismos de projeção para formar as estrelas e a lua que vemos durante a noite.

Um episódio que, infelizmente, é utilizado com frequência pelos terraplanistas para suportar sua crença sobre a existência do domo de vidro é o acidente com o ônibus espacial Challenger, que completou 30 anos no dia 28 de janeiro de 2016. Os conspiracionistas afirmam que a nave explodiu pois colidiu com a suposta proteção.

Quem foi responsável pela colocação do domo? A culpa da coisa toda, é claro, fica com quem não pode se defender: os pobres alienígenas.

Todas as fotos da Terra e do espaço são montagens

Um dos grandes problemas em criar uma teoria absurda é que ela pode ser refutada com quantidades absolutamente abismais de materiais gráficos, como fotos e filmagens. Qual é a saída mais sensata para se esquivar dessa, então? Simples: diga que tudo que se vê por aí é montagem.

Tudo bem se você não acredita que o homem foi para a lua e que todas as fotos e filmagens da época foram feitas em um estúdio em Hollywood sob o olhar de Stanley Kubrick, mas negar as imagens de diversas estações espaciais vindas de diferentes países é um nível completamente diferente de desconfiança.

O que os terraplanistas afirmam é que, basicamente, a NASA e as demais organizações estão há 70 anos trollando a humanidade – e você aí, achando que manjava de Photoshop.

Cadê as curvas?

Essa é clássica: se a Terra é redonda, por que não conseguimos ver essa curvatura quando olhamos para o horizonte? Se você ignorar o fato de que estamos falando de uma esfera com quase 13 mil quilômetros de diâmetro e que ver a curvatura nunca será possível em baixas altitudes, a pergunta até faria sentido.

Porém, como explicamos, toda imagem dos limites da Terra e que mostram suas belas curvas são consideradas montagens, então os terraplanistas preferem acreditar no que os seus olhos veem – e eles só veem um horizonte plano.

O sol está bem mais próximo do que você imagina

OK, então nós vivemos numa imensa panqueca interestelar. No centro dela está o Polo Norte, e a Antártida fica espalhada pelas bordas. Segundo a teoria da Terra plana, o heliocentrismo também é uma tremenda bobagem: enquanto nosso planeta sobe enlouquecidamente rumo ao infinito, somos iluminados por uma bola de fogo que fica bem mais próxima do que você imagina – além de ser substancialmente menor, segundo os conspiracionistas.

Falando em números, o astro-rei ficaria a 4,8 mil quilômetros de distância e teria apenas 51 quilômetros de diâmetro. Ele ficaria circulando o imenso disco em sentido horário. Dada a distância e a dimensão do Sol, sua luminosidade só alcançaria uma área limitada, o que explicaria o ciclo de dia e noite.

O único problema com essa afirmação é que ela não explica muito bem as variações nas estações em diferentes regiões do planeta e nem os fenômenos de iluminação nos polos – além de não fazer o menor sentido se lembrarmos que os terraplanistas dizem que não existe gravidade. Mas, ei, quem se importa, certo?

É claro que qualquer um pode acreditar no que bem entender: raças reptilianas, organizações maçônicas que controlam o mundo, seitas satânicas responsáveis por conduzir a lavagem cerebral na humanidade através da televisão e até mesmo que estamos voando em um imenso frisbee que aguarda para ser abocanhado por um cão intergaláctico.

Entretanto, a ideia de que habitamos uma coisinha azul rechonchuda que fica dando voltas por aí parece bem mais agradável. Além do mais, Neil deGrasse Tyson sabe como encerrar uma treta com estilo:

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s