Alpha Centauri bb, o planeta mais próximo ao nosso sistema solar, desapareceu.

O Alpha Centauri bb é um planeta parecido com a Terra orbitando a estrela mais próxima do nosso sistema solar. Ou melhor, era. Agora, os pesquisadores não têm mais certeza de que ele existe. O Alpha Centauri bb simplesmente desapareceu, e um novo estudo sugere que ele sempre foi apenas um erro de dados. O planeta foi encontrado em 2012.

De acordo com as estimativas dos cientistas, Alpha Centauri bb parecia ter uma massa semelhante à da Terra e orbitava sua estrela a uma distância semelhante à de Mercúrio em relação ao sol. O melhor de tudo era que estava a apenas 4,3 anos-luz de distância de nós, o que é muito mais próximo do que a maioria dos outros exoplanetas semelhantes à Terra.

Um bom candidato para estudarmos mais profundamente, não? Isso se realmente existir. Um ano depois de sua descoberta, um grupo separado de pesquisadores pôs em cheque sua veracidade, quando encontrou apenas uma fraca evidência de que o planeta era real.

Recentemente, outra equipe, liderada por Vinesh Rajpaul da Universidade de Oxford, no Reino Unido, foi capaz de mostrar que os padrões sutis de luz causados por acontecimentos não planetários do sistema de estrelas – por exemplo, a atração de outras estrelas ou atividade na superfície da estrela – poderiam ser confundidos com um planeta. Assim, o Alpha Centauri bb pode não passar de um erro de interpretação nos dados.

Rajpaul e seus colegas demonstraram isso criando uma simulação de uma estrela com nenhum planeta e, em seguida, observando-a aleatoriamente.

“Quando geramos dados sintéticos, um planeta apareceu, mesmo que não houvesse nenhum planeta”, Rajpaul contou à National Geographic.

Xavier Dumusque, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, nos EUA, que liderou a equipe que descobriu Alpha Centauri bb, admitiu que Rajpaul têm um bom argumento.

“É realmente um bom trabalho”, disse. “Nós não estamos 100% certos, mas provavelmente o planeta não está lá”.

A nova pesquisa será publicada no Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Grito de alerta.

A pesquisa serve como alerta para os astrofísicos em busca de exoplanetas orbitando estrelas distantes.

Planetas são geralmente detectados de duas formas: pela observação de uma diminuição no brilho de uma estrela, um sinal de que um planeta está orbitando na sua frente; ou pela percepção de uma “oscilação”, o que sugere que a estrela está sendo puxada em torno de um planeta em sua órbita.

A percepção de oscilação, anteriormente conhecida como método de velocidade radial, é a técnica que foi utilizada para detectar Alpha Centauri bb. No passado, foi usada para identificar com segurança vários planetas maiores.

Mas planetas pequenos como a Terra dificultam muito mais a distinção de um sinal genuíno do ruído de fundo, especialmente se o sistema estelar não está sendo monitorado constantemente, como Alpha Centauri não estava.

A boa notícia é que a maioria dos exoplanetas não está em risco deste tipo de erro, pois foram detectados por Kepler, um telescópio espacial que observa constantemente um pedaço de céu por anos. No entanto, isso demonstra que precisamos ser mais cuidadosos no futuro com planetas detectados por telescópios na Terra.

Fonte: http://hypescience.com/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s