Matéria e energia escura: o que a Ciência sabe e não sabe sobre elas.

A matéria escura existe e é real, e os cientistas sabem disso porque a força gravitacional que ela exerce e a sua interação com a matéria comum do Universo — que compõe as galáxias, os planetas, rochas, plantas e tudo o que nos rodeia — já foi medida. No entanto, apesar de sabermos ela está por aí, ninguém sabe explicar como ela é formada.

A energia escura, por sua vez, é ainda mais misteriosa, e sua presença foi sugerida para explicar o motivo de o Universo estar em constante expansão, mesmo que a gravidade atraia tudo para o seu centro. Ela é considerada como uma propriedade inerente do próprio cosmos, atuando em contraposição à força da gravidade. Além disso, conforme o espaço se expande, mais espaço é criado e, consequentemente, mais energia escura. O mais interessante é que, apesar de serem invisíveis para nós e de ainda não conseguirmos explicar como elas se formam ou o que elas realmente são.

Os cientistas acreditam que o Universo é composto por cerca de 25% de matéria escura e 70% de energia escura, o que significa que a matéria como conhecemos forma apenas uma minúsculas fração da nossa realidade.

Na verdade, de acordo com a animação que você poderá conferir a seguir — produzida pelo pessoal do canal In a Nutshell – Kurzgesagt do YouTube —, o fato é que ainda sabemos muito, muito pouco sobre a matéria e a energia escura, e é bem mais fácil listar o que a Ciência ainda não descobriu a respeito delas.

Os primeiros sinais da existência tanto da matéria como da energia escura foram detectados enquanto os cientistas tentavam compreender como o Universo foi formado. Eles perceberam que simplesmente não há matéria comum em quantidade suficiente no cosmos para permitir a formação de tudo o que existe nele, já que ela não possui a força gravitacional necessária para que a matéria comum possa formar estruturas complexas.

Sendo assim, as estrelas que existem no Universo, por exemplo, devem conter algo que mantenha tudo coeso e que, ao mesmo tempo, também preencha os espaços vazios que existem no cosmos. E, para explicar o fato de não sermos capazes de detectar esse “algo”, ele não pode absorver ou refletir a luz.

No entanto, apesar de não conseguirmos ver esse “algo”, os cientistas descobriram que ele pode interatuar com a luz e com a gravidade, o que permite que ele possa ser detectado nos locais onde há um grande acúmulo. Portanto, basicamente, nós sabemos três coisas a respeito da matéria e da energia escura: elas existem, elas podem interagir com a gravidade e há uma enorme quantidade delas no Universo.

onte: http://www.megacurioso.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s