A galáxia que brilha mais do que qualquer coisa conhecida.

Uma galáxia recém-descoberta é mais brilhante do que a luz de 300 trilhões de sóis. Então, acho que não é surpresa para ninguém que ela já tenha ganhado o título de “A Galáxia Mais Brilhante do Universo”. Descoberta pelo telescópio espacial WISE da NASA, a galáxia, com o nome cativante “J224607.57-052635.0″, deixou uma pulga atrás da orelha nos pesquisadores.

Apesar de estar a colossais 12,5 bilhões de anos-luz de distância, o que significa que os sinais levaram 12,5 bilhões de anos para chegar até nós e serem captados pelo WISE, ela é extremamente luminosa. É altamente incomum para um objeto tão jovem na história do universo ser assim tão brilhante.  

De acordo com Chao-Wei Tsai do Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA (JPL) e principal autor do relatório de descoberta, essa galáxia nos dá um ponto de vista sobre uma fase muito intensa da sua evolução.

Esta luz pode, inclusive, ser o principal surto de crescimento do buraco negro da galáxia. Os buracos negros crescem através de gravitacionalmente atrair poeira e matéria. A poeira fica mais quente conforme é “comida” pelo buraco, e então ele libera alguns destes aumentos de energia em forma de luz, principalmente na região infravermelha do espectro. Para um buraco negro criar este tanto de luz, ele teria que ser enorme e, portanto, um verdadeiro beberrão de gás e poeira, consumindo tudo a uma taxa alarmante – e muito mais rápido do que o que temos testemunhado antes.

Os buracos negros maciços em galáxias infravermelhas extremamente luminosas poderiam estar se empanturrando mais do que deveriam e por um longo período de tempo. De acordo com Andrew Blain, da Universidade de Leicester, coautor do relatório, isso é como ganhar uma competição de quem come mais cachorro-quente que durou milhões de anos.

Há algumas teorias sobre como exatamente esse buraco negro pode ser tão brilhante.

Uma delas sugere que as “sementes” do buraco negro são muito maiores do que se pensava anteriormente. Um elefante adulto, por exemplo, já foi um elefante bebê. Mas mesmo quando era pequeno, era relativamente grande. Essa ideia sugere que o buraco negro é grande porque já nasceu grande.

As outras teorias começam a quebrar as leis da física.

Há uma lei que determina o quanto um buraco negro pode comer, chamada de limite de Eddington. Esta regra estabelece que, quando um buraco negro atinge um determinado tamanho, a pressão da luz que seu disco produz impede a poeira (ou outros “alimentos” de buraco negro) de entrar. Alguns buracos negros são conhecidos por quebrar essa regra e consumir um pouco mais do que é suposto, mas esta galáxia teria de ter jogado para bem longe o livro de regras para chegar a seu enorme tamanho.

Outra maneira para um buraco negro crescer a ficar assim tão grande é ter ido um frenesi constante, consumindo alimentos mais rápido do que normalmente pensamos ser possível. Isso pode acontecer se o buraco negro não estiver girando tão rápido.

Fonte: http://hypescience.com/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s