Astrônomos encontram evidências de dois novos planetas em nosso Sistema Solar.

A possibilidade da existência de um planeta nos confins do Sistema Solar ganhou força com base em órbitas de objetos recentemente descobertos. Se um suposto “Planeta X” já era motivo de discussões acirradas entre cientistas e astrônomos renomados, os debates tendem a ficar ainda mais intensos com a probabilidade de haver não apenas um Planeta X, mas também um “Planeta Y”!

A busca por um “Planeta X” além de Netuno vem acontecendo há mais de um século. Recentemente, dois planetas anões Senda e 2102 VP113 foram identificados com órbitas que se estendem a distâncias incrivelmente grandes, centenas de vezes maiores do que a distância entre a Terra e o Sol. Suas órbitas são tão longínquas que podemos dizer que eles estão próximos da famosa Nuvem de Oort, uma região de cometas a cerca de 5.000 UA do Sol (1 UA [Unidade Astronômica] equivale a distância média entre a Terra e o Sol).

Os cientistas acreditam que tais objetos tenham se formado mais próximos do Sol, porém, ainfluência gravitacional de um (suposto) grande planeta seria uma explicação plausível para as alterações de suas órbitas.

Os irmãos Carlos e Raul de la Fuente Marcos, da Universidade Complutense de Madrid foram ainda mais longe. Segundo eles, “a análise de diversos cenários possíveis sugerem fortemente que pelo menos dois planetas trans-plutonianas (mais distantes que Plutão) devem existir”.

Ainda mais recentemente, Lorenzo Iorio do Ministério da Educação da Itália, assim como Universidades italianas também argumentaram que o Planeta X existe, mas estaria a uma distância muito superior do que a esperada. Através de cálculos matemáticos eles podem chegar a uma distância média de sua órbita, porém, isso depende muito da massa do suposto planeta. “Um objeto desconhecido tendo o dobro da massa da Terra, não poderia orbitar a uma distância inferior a 500 UA do Sol”, completam.

Outros astrônomos estão mais cautelosos. David Jewitt, da Universidade da Califórnia, em Los Angeles disse: “O Sistema Solar exterior pode ser repleto de corpos interessantes que ainda são invisíveis para nós, mas o argumento de que um grande objeto esteja perturbando as órbitas de outros corpos é um pouco intrigante”.

Por enquanto essa grande questão não tem uma resposta definitiva, e só será resolvida de uma vez por todas se os astrônomos realmente encontrarem o suposto Planeta X, e quem sabe, o Planeta Y. Por enquanto, algumas equipes redobraram seus esforços para detectar objetos de tamanho modesto cujas órbitas possam nos ajudar a dar crédito, ou a rejeitar as teorias propostas até agora.

Fonte: http://www.galeriadometeorito.com/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Google+ – https://plus.google.com/10760548481248821010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s