Fantástico, colocamos um robô em um cometa!

Mais uma vez, se fez história. Depois de percorrer 22,4 quilômetros durante 7 horas, a partir da sonda Rosetta, a sonda Philae conseguiu pousar no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko com ajuda de seus pés autobrocantes que perfuram o solo. Podem marcar, o dia 12 de Novembro de 2014 é o dia do primeiro pouso controlado em um cometa, à uma distância de 510 milhões de quilômetros da Terra.

E isto depois de viajar 10 anos no espaço, e percorrer 6,4 bilhões de quilômetros. Não foi um pouso fácil, e algumas coisas não saíram como planejado. O Philae não lançou os harpões que deveriam firmar ele no cometa e ainda não se sabe por quê. O resultado foi que ele acabou quicando no cometa e voltando para o espaço.  15 segundos depois do impacto, os retrofoguetes foram acionados, e por enquanto o Philae está na superfície do cometa, mas não está firme.  No momento, ele está executando uma rotina pré-programada de experimentos científicos.

Durante dois dias e meio os 10 instrumentos científicos à bordo farão fotos, analisarão a composição química do cometa, coletarão amostras, e estudarão o campo magnético do cometa. Estes dados são enviados para a sonda Rosetta, que então envia os mesmos para a Terra, onde eles são recebidos 28 minutos depois de enviados. Nos próximos dias, além de preciosas informações sobre o cometa e sua composição, novas imagens devem chegar a nós, confirmando o que sabemos até agora apenas pela telemetria do Philae.

Mas como é feita a aterrissagem?

São quatro os estágios que compõem a operação de pouso da sonda Philae. E a equipe responsável por gerenciar a missão é que deve ditar o andamento de cada um dos passos. A separação entre o módulo e o satélite Rosetta já foi realizada; assim, três estágios deverão ser cumpridos para que a missão espacial emblemática seja cumprida com sucesso.

Descida: os 22 quilômetros entre o robô e a superfície do cometa serão percorridos em cerca de sete horas. Uma aceleração mínima será exercida pela máquina – o objetivo é fazer com que o impacto entre Philae e o terreno do astro seja o mais suave possível.

Pouso: espera-se a velocidade de 1 m/s seja atingida pelo módulo durante o pouso. O 67P/Churyumov-Gerasimenko possui apenas 4 km de diâmetro – o que deixa a missão ainda mais complicada. O processo de pouso é ainda um mistério à equipe da ESA; neste momento, só resta aos cientistas cruzar os dedos e torcer pelo melhor.

Fixação do módulo: se a aterrissagem for feita com sucesso sobre uma superfície relativamente plana, arpões e parafusos serão disparados por Philae para que o módulo fique em seu devido lugar. Se a penetração não for realizada, o robô poderá sair “voando” pelo espaço.

A canção de um cometa.

A sonda espacial Rosetta captou uma misteriosa “canção”. E o canto do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko pode agora ser ouvido. É que a frequência emitida pelo astro ficou entre 40 e 50 milihertz, faixa esta inaudível a seres humanos. Convertido para altas frequências, o sinal ganhou o apelido de “um cometa cantando”. Ouça:

Não se sabe exatamente como o astro tem “cantado”. É bastante provável que a música resultante seja fruto das oscilações dos campos magnéticos do cometa, cuja superfície é constituída por minerais.

A origem da vida.

Mas, afinal, por que se esperar 10 anos pela aterrissagem de uma sonda sobre um terreno “estéril”? Acontece que a missão Rosetta tem o objetivo de estudar nada menos que os possíveis fundamentos da vida. O cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko orbita em torno do Sol e preserva elementos relativos aos primeiros sopros de vida do Universo. Está será a primeira vez que materiais do início dos tempos poderão ser estudados. O módulo Philae irá estudar a composição gasosa, mineral e também o gelo presente enquanto estiver preso à superfície do astro.

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Google+ – https://plus.google.com/10760548481248821010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s