400 anos de mistério: A luz Ashen de Vênus.

Não há muitos mistérios astronômicos de quatrocentos anos de idade  Um monte de perguntas realizadas pelos primeiros astrônomos já foram respondidas pelos astrônomos modernos. Mas em nosso vizinho há um brilho estranho que mesmo após centenas de anos de pesquisa ainda não pudemos compreender. Em 1643, Giovanni Riccioli estava observando Vênus quando notou uma espécie de brilho que emana do lado noturno do planeta. Vênus nem sempre apresenta seu lado totalmente iluminado para nós.

Vênus

Nos meses de verão, apenas ao anoitecer, e quando Vênus está iluminado (e voltado para nós) apenas por uma fina crescente da luz solar, é possível ver uma espécie de brilho. Isto é o que Riccioli chamou de “A luz Ashen de Vênus.” Ao longo dos séculos, os astrônomos têm consistentemente relatado o fenômeno. Dizem que se parece com o fraco brilho da luz solar que a Terra reflete, iluminando um pouco o lado escuro da lua -, mas a Terra está muito longe para que o mesmo efeito funcione em Vênus. De onde o brilho está vindo?  Este é um mistério ainda não resolvido por qualquer missão espacial.

Algumas naves espaciais procuraram pela fonte do brilho mas nem sequer foram capazes de detectá-lo. Quando o telescópio Keck I viu pontos brilhantes em Vênus, no entanto, uma luz de esperança veio à tona.

De onde veio o brilho? Pesquisadores desde então têm levantado diversas hipóteses. Alguns acreditam que ele é produto do dióxido de carbono na atmosfera de Vênus sendo dividido pela radiação solar. Alguns acreditam que ele é resultado das tempestades na atmosfera do planeta. Outra possibilidade é uma aurora boreal venusiana. Na verdade, ninguém sabe.

Fonte: http://www.scienceblux.com.br/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Google+ – https://plus.google.com/10760548481248821010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s