O que é a constante de Hubble?

A Constante de Hubble é a unidade de medida usada para descrever a expansão do universo. O cosmos foi ficando cada vez maior desde que o Big Bang deu o pontapé inicial para o crescimento cerca 13.8 bilhões de anos atrás. O universo, de fato, está ficando mais rápido em sua aceleração, uma vez que se torna maior. O que é interessante sobre a expansão não é apenas a taxa, mas também suas implicações. Se a expansão começa a desacelerar, implica que há algo no universo está fazendo o crescimento mais lento – a matéria escura, talvez, que não pode ser detectada com os instrumentos convencionais. Se o crescimento fica mais rápido, no entanto, é possível que a energia escura esteja acelerando a expansão. O segundo cenário é o caso.

Em março de 2013, a NASA estimou que a taxa de expansão é de cerca de 70,4 quilômetros por segundo por megaparsec. Uma megaparsec é um milhão de parsecs, ou cerca de 3,3 milhões de anos-luz, isto é, a expansão do universo é inimaginavelmente rápida. Usando dados da sonda Wilkinson Microwave Anisotropy Probe, da NASA (WMAP), a taxa é ligeiramente mais rápida – cerca de 71 km/s por megaparsec. A constante foi proposta pela primeira vez por Edwin Hubble (cujo nome também é usado para o Telescópio Espacial Hubble). Hubble foi um astrônomo americano que estudou as galáxias, em particular aquelas que estão longe de nós. Em 1929 – com base em uma percepção do astrônomo Harlow Shapley que as galáxias pareciam estar se afastando da Via Láctea – Hubble descobriu que quanto mais distantes as galáxias estão da Terra, mais rápido elas parecem estar se afastando.

Hoje, os astrônomos sabem que o que está realmente sendo observado é a expansão do universo. Não importa onde você esteja localizado no cosmos, você verá o mesmo fenômeno acontecendo na mesma velocidade.

Cálculos iniciais do Hubble foram aperfeiçoados ao longo dos anos, à medida que telescópios mais e mais sensíveis foram usados ​​para fazer as medições. Estes incluem o Telescópio Espacial Hubble (que analisou um tipo de estrela variável chamada variáveis ​​Cefeidas) e o WMAP, que mediu a chamada radiação cósmica do fundo – a temperatura de fundo constante no universo que às vezes é chamado de “pós-brilho” do Big Bang.

Existem muitos tipos de estrelas variáveis, mas a que é mais útil para medir a constante de Hubble é a chamada de variável cefeida. Estas são estrelas que mudam regularmente o seu brilho aparente em uma escala que varia geralmente entre 2 e 100 dias.

Existe também uma relação entre o período da sua alteração de brilho e a sua luminosidade real, o que significa que se pode calcular a distância para a estrela de modo preciso. Quanto mais brilhante a cefeida parece a partir da Terra, mais fácil é a medição. Algumas cefeidas podem ser vistas a partir do solo, mas para medições mais precisas, ir para o espaço é sempre a melhor opção.

Em 1999, os astrônomos anunciaram uma constante de 70 km/s por megaparsec com base em observações de quase 800 cefeidas em 18 galáxias, algumas tão longe quanto 65 milhões de anos-luz da Terra, o que inclusive ajudou a determinar a idade do universo.

“Antes de Hubble, os astrônomos não conseguiam decidir se o universo tinha 10 ou 20 bilhões de anos”, afirmou o líder da equipe Wendy Freedman, do Observatório da Instituição Carnegie de Washington, em 1999, em um comunicado à imprensa da descoberta. “Depois de todos estes anos, estamos finalmente entrando em uma era de precisão cosmológica. Agora podemos abordar de forma mais confiável a imagem mais ampla da origem, evolução e destino do universo.” Hoje, sabe-se que o universo possui aproximadamente 13,8 bilhões de anos.
Fonte: http://misteriosdomundo.com/

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Acesse nosso Google+ – https://plus.google.com/107605484812488210103

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s