Planetas habitáveis do tamanho da Terra são comuns no Universo.

Planetas alienígenas habitáveis ​​semelhantes à Terra podem não ser tão raros no universo, sugere um novo estudo. Cerca de uma em cada cinco estrelas como o sol observadas pela sonda Kepler, da NASA, tem um planeta do tamanho da Terra na chamada zona habitável, onde a água líquida – e, potencialmente, a vida – pode existir. Se estes resultados se aplicarem em outras partes da galáxia, o tal planeta mais próximo poderia estar a apenas 12 anos-luz de distância. “Os seres humanos têm observado as estrelas durante milhares de anos”, disse o pesquisador Erik Petigura, estudante de pós-graduação da Universidade da Califórnia, nos EUA.

“Quantas dessas estrelas têm planetas que são de alguma forma parecidos com a Terra? Estamos muito animados hoje para começar a responder a essa pergunta”. A descoberta, detalhada ontem (04 de novembro) na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, não dizem nada sobre se esses planetas realmente suportam a vida – só que neles se encontram alguns dos critérios conhecidos para a habitabilidade. Ontem também foi anunciada a descoberta de 833 candidatos a planetas, incluindo 104 habitáveis. “Eu acho que é, de longe, a estimativa mais confiável disponível, mas eu não acho que é a final,” disse François Fressin, astrônomo do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, que não estava envolvido no estudo.

Censo de planetas habitáveis.

Para encontrar esses exoplanetas do tamanho da Terra, Petigura e seus colegas usaram medições do brilho estelar para procurar variações de brilho na estrela, o que indica a presença de um planeta. Petigura e seus colegas desenvolveram um software para peneirar um conjunto gigantescos de dados do Kepler.

O campo de visão da sonda inclui cerca de 150.000 estrelas, mas a maioria destas são brilhantes demais para detectar um planeta. A equipe examinou 42 mil estrelas “tranquilas”, encontrando 603 candidatos a planetas em torno destas estrelas, dos quais 10 eram do tamanho da Terra e estavam na zona habitável.

A equipe definiu planetas do tamanho da Terra como os que têm um raio de uma a duas vezes o do nosso planeta. Planetas foram considerados na zona habitável se eles recebiam cerca de tanta luz quanto a Terra recebe do Sol. Eles usaram o telescópio Keck I, no Havaí, para verificar os espectros das estrelas, a fim de definir o raio dos planetas.

Zona-habitável

Os pesquisadores foram rápidos em apontar que o fato de que esses planetas são do tamanho da Terra e se encontram na zona habitável não significa que eles podem suportar a vida. Mesmo que os planetas tenham todos os ingredientes básicos para a vida, os cientistas não podem ainda calcular as chances da vida existir nesses planetas, pois muitos outros fatores devem ser levados em consideração.

A definição de planetas do tamanho da Terra neste estudo foi bastante ampla, Fressin disse. Por exemplo, um planeta que tem um raio duas vezes o tamanho da Terra pode até não ser rochoso, disse ele.

Na semana passada, pesquisadores relataram a descoberta do planeta alienígena Kepler-78b, um mundo rochoso que possui quase o mesmo tamanho e densidade da Terra. Mas Kepler-78b está perto demais de sua estrela para ser habitável, com uma temperatura superficial de mais de 2.000 graus Celsius.

Fonte: http://misteriosdomundo.com

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s