Planeta que orbita estrela a cada 8,5 horas é descoberto.

Pesquisadores do MIT descobriram um exoplaneta do tamanho da Terra chamado Kepler 78b que orbita sua estrela-mãe em meras 8,5 horas –  um dos menores períodos orbitais já detectados. Seu raio orbital é de apenas cerca de três vezes o raio da estrela e os cientistas calculam que sua temperatura na superfície pode ser tão alta quanto 3.000 graus Kelvin, ou mais 2.700 ºC. Em um ambiente tão escaldante, a camada superior do planeta está completamente derretida, criando um maciço e agitado mar de lava. O que é mais excitante para os cientistas é que eles foram capazes de detectar a luz emitida pelo planeta – a primeira vez que eles foram capazes com um exoplaneta tão pequeno como Kepler 78b.

Kepler-78b

Esta luz, uma vez analisada ​​com telescópios maiores, pode dar aos cientistas informações detalhadas sobre a composição da superfície do planeta e as propriedades reflexivas. Kepler 78b está tão perto de sua estrela que os cientistas esperam medir sua influência gravitacional sobre a estrela. Tais informações podem ser usadas para medir a massa do planeta, o que poderia fazer de Kepler 78b o primeiro planeta do tamanho da Terra fora do nosso sistema solar cuja massa é conhecida. Em um estudo separado, os membros do mesmo grupo, juntamente com outros do MIT, observaram KOI 1.843,03, um planeta com um período orbital ainda menor: apenas 4 1/4 horas.

O grupo, liderado pelo professor de física Saul Rappaport, determinou que, para que o planeta possa manter sua órbita extremamente apertada em torno de sua estrela, ele teria que ser incrivelmente denso, feito quase inteiramente de ferro, caso contrário, as imensas forças de maré da estrela rasgariam o planeta em pedaços. “Só o fato de que ele é capaz de sobreviver nessas condições implica que ele é muito denso”, diz Josh Winn, professor associado de física no MIT, e co-autor de ambos os estudos .

Em sua descoberta do Kepler 78b, a equipe estudou mais de 150.000 estrelas que foram monitoradas pelo telescópio Kepler, um observatório espacial da NASA que examina uma fatia da galáxia. Os cientistas estão analisando os dados do Kepler na esperança de identificar planetas habitáveis do tamanho da Terra. A meta para Winn e seus colegas era procurar planetas do tamanho da Terra com períodos orbitais muito curtos. “Nós estamos acostumados a planetas com órbitas de alguns dias”, diz Winn.

“Mas nós nos perguntamos, o que dizer de algumas horas? Isso é mesmo possível? E com certeza, existem alguns por aí.” A partir de suas medições de Kepler 78b, a equipe determinou que o planeta está cerca de 40 vezes mais perto de sua estrela do que Mercúrio está do nosso Sol. A estrela em torno do qual Kepler 78b orbita é relativamente jovem, já que ela gira mais de duas vezes mais rápido que o sol, um sinal de que não teve muito tempo para desacelerar.

Fonte: http://phys.org/

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s