Sonda Voyager I perto de entrar no espaço interestelar.

A venerável sonda Voyager 1, da NASA, chegou à uma nova e estranha região nos confins do sistema solar, o que sugere que a nave está pronta para emergir para o espaço interestelar, segundo os cientistas. A Voyager 1 teve uma queda dramática no recebimento de partículas solares e um grande salto simultâneo em alta energia dos raios cósmicos galácticos desde agosto passado, de acordo com um estudo anunciado na revista Science.

voyager-20130627-size-598

A sonda não mediu uma mudança na direção do campo magnético ambiente, indicando que a Voyager 1 ainda está dentro da esfera de influência do sol. Mas os cientistas da missão dizem que provavelmente a sonda irá sair do sistema solar em breve. “Acredito que por volta de 2015 a sonda deixe de vez o sistema solar”, disse o cientista da missão Voyager Ed Stone, do Instituto de Tecnologia da Califórnia. “Mas é especulação, porque nenhum dos modelos que temos tem essa região em particular inclusa neles. Tudo o que nós estamos observando agora é realmente muito novo.”

Uma nova região do espaço.

Voyager 1 e sua gêmea, a Voyager 2, foram lançadas com algumas semanas de intervalo em 1977 para observarem Saturno, Júpiter, Urano e Netuno. As sondas concluíram este inédito “grand tour” e, em seguida, seguiram rumo ao espaço interestelar.

A Voyager 1 deve chegar primeiro. À 18,5 bilhões quilômetros da Terra, a sonda é o objeto feito pelo homem mais distante no espaço. A Voyager 2, por sua vez, está agora à 15,1 bilhões de quilômetros de distância da Terra. Ambas as sondas estão atualmente passando pelas camadas exteriores da helioesfera, uma enorme bolha de partículas carregadas e campos magnéticos em torno do Sol. Mas as coisas estão realmente ficando interessante para a Voyager 1, segundo os cientistas.Voyager-I

Em 25 de agosto de 2012, a sonda registrou uma queda de 1.000 vezes no número de partículas carregadas solares, e mediu um aumento de 9% em partículas de origem galáctica denominadas raios cósmicos. Esses são dois dos três fenômenos que os cientistas da Voyager esperam para ver quando a sonda atingir o espaço interestelar. Mas a Voyager 1 ainda não observou o terceiro fenômeno – uma mudança na orientação do campo magnético de leste-oeste para norte-sul.

No geral, dizem os pesquisadores, os novos dados da Voyager 1 sugerem que a sonda permanece dentro do sistema solar, embora pareça estar em uma espécie de região de interface de conexão da heliosfera com o espaço interestelar. Os instrumentos das duas Voyager’s devem deixar de funcionar por volta de 2025. Apesar da idade avançada, as sondas mantém uma saúde relativamente boa.

Fonte: http://misteriosdomundo.com

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s