Sonda Kepler sofre falha fatal e deve deixar de funcionar.

Os dias do caçador de planetas Kepler, da NASA, que já descobriu mais de 2.700 potenciais mundos alienígenas até agora, podem ter acabado. A segunda das quatro rodas de reação do Kepler – dispositivos que permitem que o observatório mantenha sua posição no espaço – falhou, segundo os oficiais da NASA. Se uma ou mais das rodas fracassadas não forem recuperadas, o telescópio não poderá mirar nas estrelas com precisão suficiente para detectar planetas em órbita.

Kepler

O Kepler, que custou 600 milhões de dólares, sinalizava pequenas variações de brilho em estrelas provocadas pelo trânsito de planetas a partir da perspectiva do instrumento. O principal objetivo da missão era determinar o quão comum são mundos como a Terra na nossa galáxia, a Via Láctea. O observatório precisa de três rodas de reação em funcionamento para focalizar em mais de 150 mil estrelas. Ele tinha quatro rodas quando foi lançado em março de 2009 – três para uso imediato, e uma reserva.

Uma roda (conhecida como número dois) falhou em julho de 2012, não permitindo margem para novos erros. E agora a roda número quatro mostrou sinais de elevadas fricções durante os últimos cinco meses. “Isso é algo que temíamos há algum tempo”, disse John Grunsfeld, da NASA, à jornalistas. Ele acrescentou que os engenheiros estudam formas de tentar reparar os danos.

Grunsfeld é um ex-astronauta que voou em cinco missões em ônibus espaciais, incluindo três onde reparou o telescópio espacial Hubble em órbita da Terra. Mas o reparo no espaço não é uma opção para o Kepler, que orbita o Sol, ao invés da Terra, e está a aproximadamente 64 milhões de quilômetros de nosso planeta.

O que quer que o futuro reserve para Kepler, a missão vai entrar para a história como um sucesso incrível, segundo os pesquisadores. Apesar de apenas 132 dos 2.700 candidatos a planetas descobertos pelo Kepler terem sido confirmado por observações  até agora, os cientistas da missão estimam que mais de 90% se confirmarão.

Além disso, as descobertas do telescópio permitiram que os pesquisadores tomassem um olhar sem precedentes em mundos além do nosso sistema solar. Enquanto o observatório pode não detectar mais nenhum exoplaneta daqui em diante, isso não significa que a enxurrada de descobertas do Kepler vai abrandar tão cedo, uma vez que há ainda muitos dados a serem analisados.

Acesse nosso Facebook – https://www.facebook.com/UniversoGenial?ref=hl

Acesse nosso Twitter – https://twitter.com/universo_genial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s