O Universo observável e sua expansão

Conhecendo a idade do início da expansão e a velocidade da luz, é fácil entender que só podemos neste momento enxergar objetos cuja luz teve tempo de chegar até nós desde o Big Bang. É como se houvesse uma bolha ao nosso redor que marca tudo que podemos observar. O raio da nossa bolha de Universo observável cresce ao ritmo de um ano-luz por ano. E, claro, no atual momento do tempo, tem raio de aproximadamente 13,8 bilhões de anos-luz.

Tenha em mente também que, quanto mais distante é o ponto de origem da luz, mais antiga é a luz que estamos vendo agora. E, desde que essa luz partiu de lá para cá, a expansão cósmica continuou em ação, separando-nos mais e mais. Por isso, os cientistas calculam que os objetos mais distantes que podemos ver estejam hoje a uns 50 bilhões de anos-luz.

Continuar lendo

Hipátia, a primeira cientista da história!

Foi professora e educadora de uma seleta escola de aristocratas, cristãos e pagãos, e acabou ocupando altos cargos na sociedade alexandrina. Foi assim que ela se tornou uma figura de grande influência social, alvo da inveja de muitos.

Entre suas realizações científicas estão melhorar aqueles astrolábios primitivos que serviam para determinar a situação das estrelas na abóbada celestial. Além disso, inventou um densímetro, um instrumento usado para determinar a densidade relativa de líquidos sem a necessidade de cálculos matemáticos complexos.

Um dia, em março do ano 415 DC, durante a Quaresma, Hipátia (com cerca de 55 anos) retornou para casa em sua carruagem. De repente, uma multidão a atacou e a levou para fora da carruagem até a igreja de Cesarión. Lá, ela foi esfolada viva com pedaços de cerâmica que, em pleno fervor, eram arrancados das paredes. Depois disso, queimaram seus restos em uma fogueira. Continuar lendo

O Universo Observável e sua expansão continua

Conhecendo a idade do início da expansão e a velocidade da luz, é fácil entender que só podemos neste momento enxergar objetos cuja luz teve tempo de chegar até nós desde o Big Bang. É como se houvesse uma bolha ao nosso redor que marca tudo que podemos observar. O raio da nossa bolha de Universo observável cresce ao ritmo de um ano-luz por ano. E, claro, no atual momento do tempo, tem raio de aproximadamente 13,8 bilhões de anos-luz.

Tenha em mente também que, quanto mais distante é o ponto de origem da luz, mais antiga é a luz que estamos vendo agora. E, desde que essa luz partiu de lá para cá, a expansão cósmica continuou em ação, separando-nos mais e mais. Por isso, os cientistas calculam que os objetos mais distantes que podemos ver estejam hoje a uns 50 bilhões de anos-luz. Continuar lendo